Um gênero bastante popular por conta dos clássicos filmes de James Bond, o tema de espionagem também possui grande representatividade nos games. Metal Gear Solid, Hitman e Splinter Cell são alguns dos exemplos, porém mais voltados para a ação. Phantom Doctrine segue uma linha diferente, pegando emprestado mecânicas consagradas por XCOM.

Se é um fã de XCOM, já deixo o aviso aqui: a semelhança fica apenas na mecânica de estratégia por turnos baseada em esquadrões, mas isso é um bom sinal. Phantom Doctrine não se limita a clonar mecânicas de XCOM com sutis variações, algo comum em games do gênero. Do contrário, em nenhum momento você vai se lembrar do jogo de invasões extraterrestres, como vamos mostrar nessa review.

EUA ou URSS – Por onde começar?

Sua primeira escolha em Phantom Doctrine será: CIA ou KGB? Você é livre para exercer sua escolha política, mas a verdade é que não importa muito seu lado – o que confesso ter sido um pouco decepcionante. O complô por trás de Phantom Doctrine vai além de disputas territoriais ou ideológicas. Mas não poderíamos deixar de ter um vilão misterioso cuja intenção é dominar o mundo.

phantom doctrine inicio

Mas não se engane: todos aqueles apetrechos e clichês dos filmes de espionagem das décadas de 70 e 80 são bem reais no game. Lavagem cerebral, extensos quadros para investigar e fazer conexão de pistas e agentes que trocam de identidade como quem troca de camisa. Teorias conspiratórias e todo seu chame são reais em Phantom Doctrine…ou será que são apenas distrações? Cabe a você descobrir!

Um jogo de gato e rato e vice-versa

A principal sensação ao organizar seus agentes no mapa-múndi é que está constantemente em um jogo de gato e rato. A questão é que nem sempre você sabe quando é o gato ou está sendo o rato. Parte da jogabilidade está em descobrir onde estão as células rivais, ao mesmo tempo que evita ser descoberto. Esse ramo do gameplay de Phantom Doctrine nos faz sentir como se estivéssemos em um jogo de tabuleiro virtual.

phantom doctrine mapa

3 dicas para gerenciar sua equipe no mapa-múndi:

  • Tente ao máximo ter ao menos uma dupla de agentes em cada setor do mapa. A maioria das missões de interrupção automática exigem dois agentes;
  • Não tente fazer todas as missões: algumas vezes, entrar em uma missão não dará benefícios. Por exemplo, quando agentes inimigos estão procurando seu esconderijo mas estão muito longe, isso pouco afetará o medidor de perigo – isso se afetar;
  • Destrua células inimigas sempre que puder: células inimigas atrapalham os rendimentos de sua base, fazendo com que demore mais para poder executar ações na base, como construções e criação de itens.

Sua base: treinamento, investigação e lavagens cerebrais

Não há muitos mistérios no mapa-múndi do game, no qual você deverá enviar seus agentes em missões e frustrar os planos da Beholder. Apesar do aspecto estratégico, essa é a interface capaz de gerar mais tensão no game, já que, em muitos casos, estará em uma corrida contra o tempo.

Em seguida, vem o gerenciamento de sua equipe, base e suas investigações. Não existem muitos mistérios na parte de gerenciamento, sendo em maior parte semelhante a outros títulos de estratégia por turnos. Aqui, poderá ver o background dos personagens, treinar suas habilidades ou descobrir novas perícias, além de colocá-los para gerar recursos ou investigar pistas.

Você também pode desenvolver construções para melhorar a capacidade de sua base e suas instalações. Porém, a grande estrela aqui é o MKUltra. A instalação é desbloqueada em um momento do jogo e será aqui que levará agentes inimigos.

phantom doctrine base

A princípio ele funciona como uma sala de interrogatório, mas, à medida que avança, poderá realizar lavagem cerebral, além de programar inimigos para traírem seus mestres, seja tomando seu lado em um combate ou sabotando uma célula inimiga – facilmente uma das melhores descobertas do game e recomendamos que desenvolva essa habilidade o quanto antes -, entre outros!

3 dicas para gerenciar sua base e usar o MKUltra:

  • Priorize aumentar o número de agentes e sua capacidade de gerar recursos: Você não poderá evoluir sua base ao máximo de tudo, já que os recursos são escassos e levam tempo para serem concluídos. Em nossa experiência, recomendamos primeiro aumentar sua capacidade de gerar dinheiro, aumentar o número de agentes e desbloquear instalações do MKUltra;
  • Coloque agentes para trabalhar na base caso sua identidade esteja perto de ser descoberta: cada agente tem um medidor chamado Heat, que mede o quão perto o inimigo está de descobrir sua identidade. Caso um agente esteja perto de ter sua ID exposta, coloque-o para trabalhar em sua base – gerando mais recursos, interceptando comunicações ou investigando pistas – até que o medidor retorne a níveis baixos;
  • Sempre interrogue inimigos antes de usar lavagens cerebrais: Interrogar agentes inimigos sempre rende informações sobre pistas, equipamentos ou identidade de seus parceiros. Por isso, lembre-se sempre de interrogá-los assim que capturados. Após isso, poderá decidir se os executará, converterá ou irá o utilizar para minar as forças de Beholder.

Sem % de acerto: o maior acerto de Phantom Doctrine

Você pode amar XCOM, mas não há como negar: o percentual de acerto é a maior fonte de frustração do jogo. Phantom Doctrine foge disso e não há fator sorte nos disparos dados. Ao invés disso, existe um cálculo que, apesar de complexo, reside no uso de um medidor usado para diversas habilidades, inclusive a esquiva.

Chamado de Awareness, esse número permite ao agente desviar ou mitigar os danos sofridos pelos disparos e usar suas habilidades. Todos os personagens e NPCs contam com esse número, que se regenera a cada turno. Isso significa que esse é um recurso quase tão importante quanto a própria vida, já que ficar sem awareness em uma situação de risco pode significar morte certa.

phantom doctrine combate

O combate em Phantom Doctrine se divide, na maioria das vezes, em dois estágios: infiltração e o combate propriamente dito. Como o nome diz, a primeira fase é essencial para posicionar seus agentes – nos casos onde o embate será inevitável. Aqui, cautela é a palavra de ordem, já que sair a esmo irá começar  segunda fase antes da hora. Nada de dar uma de Comandos em Ação.

Inclusive, o ideal aqui é evitar entrar em combate sempre que possível. Diferente de outros jogos do gênero, aqui o embate só termina após extrair seus agentes. A Beholder tem uma infinidade de recursos a mais que você e enviará ondas de soldados periodicamente, até que consiga a extração ou perca todos seus agentes de campo.

3 dicas para sobreviver aos combates de Phantom Doctrine:

  • Não tenha medo de fugir: Coragem pode significar estupidez em muitos momentos. Com exceção de missões da história, você sempre pode pedir extração mesmo quando não cumprir os objetivos. Se uma missão tiver dado errado, não hesite em sair correndo. Ou simplesmente salve a cada rodada e carregue novamente a missão (o que obviamente fizemos algumas vezes);
  • Procure cobertura total nas infiltrações: Evite deixar seus agentes fora da cobertura total na fase de infiltração. A meia cobertura não impede que seja visto;
  • Fique atento ao awarenesscomo falamos acima, o awareness é a característica mais importante. Evite usá-lo em vão durante o combate, principalmente se a posição do seu agente permitir que ele receba ataques. Use suas habilidades quando estiver mais protegido;

O que achamos de Phantom Doctrine?

Phantom Doctrine é uma novidade muito bem-vinda ao combinar temas que aparentemente parecem muito distantes. As mecânicas do game funcionam bem e seu combate é um dos mais competentes, mesmo que leve algum tempo para se adaptar.

O quadro de investigação também é uma das estrelas do game, permitindo desbloquear informações sobre a Beholder, avançar na história e desbloquear equipamentos. O método é simples: junte pedaços de pista e localize coincidências nas palavras-chave para avançar na investigação. Esse aspecto poderia ser um pouco mais profundo e se torna repetitivo com o tempo, mas ainda assim é bastante divertido.

phantom doctrine investigacao

Por outro lado, o início do game se mostra um pouco enfadonho, já que alguns tipos de ação só podem ser desbloqueados posteriormente. Isso significa que entrará em muitos combates apenas para defender sua localização, tornando mais difícil avançar na história em si. Óbvio que isso faz parte do desafio, mas não são poucos os momentos nos quais irá querer desistir por conta da frequência que essas missões aparecem.

Porém, no somatório geral, Phantom Doctrine é uma experiência única dentro do gênero de jogos de estratégia em tempo real, sendo muito competente na maioria de seus aspectos. Vale considerar que Phantom Doctrine conta com um modo New Game Plus, que desvenda novos detalhes sobre o enredo do game.

Phantom Doctrine está disponível na Steam, Xbox One e PlayStation 4 e essa review foi produzida com uma cópia gentilmente cedida pela Good Shepherd Entertainment na versão para Steam. Confira mais sobre o game em sua página oficial!

https://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2018/11/phantom-doctrine-capa.jpghttps://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2018/11/phantom-doctrine-capa-150x150.jpgFilipe SallesGamesGamesUm gênero bastante popular por conta dos clássicos filmes de James Bond, o tema de espionagem também possui grande representatividade nos games. Metal Gear Solid, Hitman e Splinter Cell são alguns dos exemplos, porém mais voltados para a ação. Phantom Doctrine segue uma linha diferente, pegando emprestado mecânicas consagradas...Tudo sobre seus hobbies em um só lugar!