O que seria da fantasia medieval sem o protagonismo das armas mágicas, que deram origem às lendárias sagas épicas que conhecemos? As histórias sobre guerras de reinos e intrigas palacianas não teriam o mesmo impacto sem a presença desses itens maravilhosos, que dão seus heróis e vilões o poder que precisavam para alcançar seus ideais heroicos ou malignos. Existem vários desses itens lendários que podemos listar aqui: a espada Excalibur, o Santo Graal, a varinha mágica de Harry Potter e seu algoz Voldemort, dentre outros.

excalibur-capa

“Aquele que arrancar a espada na pedra, será o rei legitimado da Inglaterra.”

-Merlin

Mas vamos focar na mais famosa espada encantada das mitologias europeias e como esse item influenciou na literatura e no RPG, pois a espada mágica é um símbolo que representa muito a fantasia medieval. Elas podem ter vários tipos de encantamentos e habilidades, porém, falemos da lendária Excalibur e como é retratada em algumas obras de literatura, séries e animes com suas características adaptadas para os sistemas de RPG, como poderão ver ao longo do artigo.

Rei Arthur influenciando o RPG de fantasia medieval

Sabemos que grande parte da fantasia medieval que conhecemos atualmente tem grande influência dos mitos arturianos. Os contos sobre cavalaria, salvamentos de donzelas e batalhas contra exércitos inimigos possuem fortes características das lendas do Rei Arthur, Guinivere, Merlin e a famosa bruxa Morgana Le Fey, trazendo a magia de Avalon.

Não é a toa que o criador do cenário que inspirou os jogos de RPG J. R. R. Tolkien se inspirou nos mitos arturianos na criação de sua saga tão famosa em todo o mundo. Sendo assim, é inegável o quanto as histórias do Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda ainda impactam na imaginação dos contos de fantasia.

Mas por ora vamos voltar à lendária espada Excalibur. As histórias contam versões diferentes dependendo da narrativa, pois, para algumas lendas, Excalibur era a espada fincada na pedra que, quando retirada pelo legítimo herdeiro do trono do antigo rei da Bretanha Uther Pendragon, será o próximo governante da Inglaterra.

Sua missão é unir todo o país contra a violência dos bárbaros saxões, um povo que os bretões viviam em guerra há anos. Há a versão que a verdadeira espada mágica Excalibur seria a arma dada pela figura da Dama do Lago, uma entidade misteriosa que era a guardiã da arma sagrada de Avalon. Dotada de poderes mágicos e uma resistência sem igual, Excalibur era o símbolo do rei da Bretanha e aquele que a portava trazia a esperança de paz, justiça e prosperidade para o povo bretão, especialmente na vitória contra os saxões.

Além de muitas reviravoltas e intrigas no reino de Arthur, como a relação com a meio-irmã Morgana, outra figura que em algumas lendas é vista como fada, druida ou bruxa, mas tratada como uma personagem importante na disputa pelo poder em Camelot. A meio-irmã de Arthur, em muitos contos, é tratada como uma vilã que usava de magia e encantamentos para manipular a todos e ter o poder do reino para si.

Algumas histórias também contam que a feiticeira tramou uma armadilha contra o Rei e, através de magia e traição, teve uma relação incestuosa com Arthur, gerando um filho cheio de intensões malignas chamado Mordred. Muitas batalhas eram travadas dentro e fora da corte do Rei Arthur e a Excalibur, juntamente ao Santo Graal, são itens emblemáticos trabalhados pelos autores de forma muito poética e bela para esse conto, que confesso ser o meu preferido.

Foram aos mitos celtas que devo meu amor pela literatura e pela fantasia medieval. Abaixo coloco as principais histórias que achei mais interessantes que abordaram a lenda da espada de Avalon:

Excalibur em As Brumas de Avalon

excalibur-brumas

Na saga de livros As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley, a autora traz a lenda arturiana na perspectiva das mulheres da corte de Camelot. Há a disputa da antiga religião druídica contra os preceitos cristãos, mostrando as intrigas entre esses representantes da Deusa, como Viviane, a Dama do Lago, sendo a representante da deusa mãe de Avalon na Terra, os druidas e outras sacerdotisas como a famosa Morgana, filha de Gorlois da Cornualha e a sacerdotisa Igraine, irmã mais nova de Viviane.

Também não podemos esquecer de Morgause, uma vilã que causa muitos problemas na corte do rei Arthur, especialmente após ter a criação de Mordred, o filho nascido do incesto entre Arthur e Morgana, fruto das tramoias da Dama do Lago. Para além das intrigas e reviravoltas, a espada Excalibur aparece como um símbolo de união entre os adoradores da religião de Avalon e os padres cristãos, pois Arthur, em sua esperança de unir a Bretanha, adotou todas as perspectivas.

Viviane lhe deu a espada num combate contra os saxões no qual poderia ter encontrado a morte, mas graças a esse juramento, o rei se salvou e conquistou a vitória contra os inimigos. O interessante nessa versão da arma, é que Excalibur foi retirada de uma pedra em que a própria Dama do Lago conjurou no momento de desespero do príncipe Pendragon. Quando ele arrancou a espada, o poder de combate cresceu incrivelmente e a bainha da arma lhe concede formidável proteção, pois impede o portador da Excalibur de sangrar até a morte.

Adaptando para o RPG, independente do sistema, as sugestões são para a espada conceder bônus de desempenho em combate. Vale notar aqui que a Excalibur também é uma espada poderosa e inquebrável e por isso sugiro que o portador da espada possa conceder bônus de moralidade e coragem aos seus aliados. Afinal, seu símbolo é de união e esperança na batalha contra os inimigos do portador da Excalibur.

excalibur-artur

Ainda sendo fiel à saga d’As Brumas de Avalon, a bainha é mágica também, pois pode conceder o poder do seu portador receber menos dano ou até um tipo de regeneração para que simbolize a eficiência em combate e a resistência de seu portador. A intenção é tornar aquele que carrega tal item quase invencível, já que é o símbolo principal da história.

Excalibur no anime Fate Stay Night

Oriundo de um jogo para adultos, foi adaptado para mangá e, em seguida, séries de animes desenvolvidas pela Type-Moon. Sua história traz uma disputa de feiticeiros no mundo atual pelo Cálice Sagrado que concede desejos ao vencedor, chamado de Seirai (Guerra do Cálice).

excalibur-anime

Localizada na cidade japonesa de Fuyuki, de tempos em tempos, essa disputa ocorre entre várias entidades de magos secretos, que invocam os chamados Selos de Comando – espíritos lendários que possuem uma função de combate específica durante o Seirai – através de rituais. Cada espírito possui suas própria classe de combate, como se fosse realmente um jogo de RPG.

O importante desse anime é que dentre os heróis lendários existe a classe Saber e ela é a identidade daquele que carrega uma espada, lutando corpo-a-corpo com o oponente, trazendo a figura de Arthur como um combatente poderoso, mas no corpo de uma personagem feminina. Há explicações durante a trama para isso, mas vamos nos ater aos poderes quase cósmicos da Excalibur.

Para começar, a espada de Saber é uma espada elemental dos ventos que é quase invisível, uma lâmina feita de vento nas mãos da personagem. Além de Saber, ou melhor, Arturia, ter muita força em combate com a espada dos ventos, a arma só libera sua verdadeira força quando a heroína desperta sua vontade verdadeira e aí que vemos a própria Excalibur em suas mãos, trazendo maior eficácia em combate.

excalibur-fate

Até aí tudo bem, não muito diferente de alguns poderes mágicos normais para espadas encantadas em animes e nas séries de livros e filmes sobre a espada Excalibur. Mas quando a personagem libera toda a carga de energia da arma, vemos o quão grandioso é o poder da arma de Arturia, pois ela dispara um ataque devastador à distância capaz de destruir praticamente qualquer coisa.

No anime, mostra que a espada possui uma energia bruta muito poderosa, quase divina, destruindo criaturas colossais e quase impossíveis de deter mesmo por magia. O que foi interessante ao mostrar que o valor e simbologia da Excalibur foi adaptada para uma mídia que não trabalha necessariamente a mitologia arturiana, mas deu protagonismo às lendas do Rei Arthur na série.

Sobre os poderes da espada no RPG, teria que ser muito tratado com o narrador, pois esse ataque grandioso é digno de um poder imparável nas mãos do portador da Excalibur, sendo necessário pensar bem na forma como desenvolver as habilidades da arma, especialmente esse ataque poderoso. Sugiro que a arma seja elemental na forma de Espada dos Ventos, causando dificuldades do oponente se defender dela e ser uma espada muito ágil.

Mas quando o jogador escolher usar sua forma verdadeira, ela fica realmente deslumbrante, brilhando intensamente e, a partir daí, sugiro que forneça a ela características de uma Lâmina do Sol. Juntando à Vingadora Sagrada de um paladino, ela ofertará habilidades diferenciadas ao seu portador, principalmente ao lutar com oponentes malignos.

Ao disparar o ataque poderoso mencionado anteriormente, basta que o usuário da Excalibur concentre-se e grite seu nome bem alto, apontando a espada na direção de seu alvo e o disparo da energia é realizado, entretanto,  é necessário diálogo entre o narrador e os jogadores para trazer esse poder sem desequilibrar o jogo. Sugiro que faça comparações com magias semelhantes que tenham como efeito de disparo um tipo de rajada de energia de tamanho grande e largura afetando os inimigos e tudo o que estivesse ao alcance. além de um dano bem crível aos oponentes.

excalibur-fate-stay-night

No anime, o disparo é uma rajada de alcance incalculável, mas sempre que acerta, destrói completamente o alvo, ainda que com o custo da vida da personagem que usa a espada. Se não quiser algo tao fatalista para o personagem – evitando ter de lidar com a morte de um personagem importante no RPG -, pode diminuir um pouco o poder destrutivo da arma, mas causar um estrago grande nos alvos em troca de exaustão e penalidades para o usuário da Excalibur em ações seguintes até que tenha um descanso completo.

Excalibur em Cavaleiros do Zodíaco

Um dos animes clássicos da Era da TV Manchete aqui no Brasil, Cavaleiros do Zodíaco traz os cavaleiros da deusa Athena lutando contra o mal em batalhas mitológicas contra deuses e outras entidades poderosas. Não é preciso falar muito sobre esse anime que encantou gerações e podemos dizer que foi graças aos Cavaleiros do Zodíaco que conhecemos muitas outras animações japonesas maravilhosas em nossa TV.

Apesar de focada na mitologia grega, a Excalibur foi apresentada através do ataque especial do Cavaleiro de Ouro do signo de Capricórnio. Shura havia sido presenteado pela deusa Athena com a espada sagrada por demonstrar ser o mais honrado cavaleiro de ouro dos doze signos. Assim, a espada se tornou seu braço direito e principal golpe. Ao direcionar o braço para o alto e gritar o nome da espada, lança uma energia de luz que corta qualquer coisa. Os ataques são fatais e o anime mostra isso muito bem durante sua luta contra Shiryu de Dragão.

excalibur-shura

As habilidades dessa espada são unicamente ataques especiais, sugiro ser um ataque de energia não-elemental com um dano considerável por corte ou perfuração, podendo ser característica da arma servir para ataques à distância também através desse poder, inclusive em múltiplos alvos. Os ataques também são bem rápidos, pode ser interessante fornecer bônus para acertar os oponentes.

Excalibur em Rei Arthur: A Lenda da Espada

O último filme que trabalhou com as lendas do Rei Arthur, do ano de 2016, trouxe uma releitura da história arturiana, focando nos poderes fenomenais da espada. Sua criação e a reconquista de Arthur pelo trono de direito após as intrigas e violência do vilão Vortigern – figura conhecida da mitologia celta – também fazem parte da trama.

Apesar de Arthur ser um homem de coração honrado, era um fanfarrão e vivia causando problemas com os homens da corte, mesmo estando fora do castelo. Após a morte do pai verdadeiro e outros bloqueios de memória, foi criado numa casa de prostitutas até ser descoberto como herdeiro do trono do reino e verdadeiro dono da poderosa espada Excalibur.

Quando ele possui a espada, começa a ficar mais mortal e rápido no combate, ao ponto de parecer desenvolver super poderes. Um dos momentos icônicos do filme mostra o protagonista causando uma onda de choque incrível, causando a queda de um bando de soldados num único ataque devastador. Ou seja, os poderes da espada ainda são misteriosos e quando despertos pelo seu verdadeiro portador, pode fazer muito mais que alguns ataques.

Para os poderes dessa versão de Excalibur, sugiro que possa conceder ao usuário algo que seja semelhante a impactos e trespassar de tal forma que os inimigos ao redor do usuário possam ser atingidos em um único golpe devastador. Além dos bônus de eficácia em combate, bônus físicos, ela possui indestrutibilidade e fornece mais força e agilidade ao seu usuário.

excalibur-filme

Leia mais sobre RPG no Hobbismo:

Outras versões da Excalibur

Existem muitas histórias nas quais podemos incluir a Excalibur e seus poderes grandiosos nas campanhas de RPG, mas mostramos algumas das mais marcantes para quem deseja diferenciar as lendas conhecidas e usá-las em suas campanhas. Vimos no artigo como a espada usada como melhoria em combate ao disparar ataques devastadores mesmo à distância, causando danos a qualquer inimigo do portador e até sendo uma forma de pura energia cósmica.

Como você usaria a lenda da espada Excalibur em sua campanha? Já criou versões alternativas dela? É algum descendente do próprio Pendragon? É sacerdote de Avalon? Diga para nós como retratou a espada mais famosa de todos os tempos em sua campanha!

E desejamos a todos…

https://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2018/07/rei-arthur-trailer-1024x576.jpghttps://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2018/07/rei-arthur-trailer-150x150.jpgRick ValerioRPGRPGO que seria da fantasia medieval sem o protagonismo das armas mágicas, que deram origem às lendárias sagas épicas que conhecemos? As histórias sobre guerras de reinos e intrigas palacianas não teriam o mesmo impacto sem a presença desses itens maravilhosos, que dão seus heróis e vilões o poder...Tudo sobre seus hobbies em um só lugar!