Pokémon TCG foi lançado no ocidente em dezembro de 1998 pela Wizards of the Coast (dona da série de sucesso Magic: The Gathering). Isso ajudou a alimentar ainda mais a crescente febre de Pikachu e cia. que dominava o mundo e que assim o faria até os dias atuais.

pokemon-tcg

O jogo de cartas, também conhecido como Estampas Ilustradas aqui no Brasil, fez e ainda faz um estrondoso sucesso. Com novas coleções lançadas em questão de meses, elas oferecem novas estratégias e mais empolgação para colecionadores e jogadores. Os campeonatos só crescem, em especial em nossa terra tupiniquim com os recentes esforços da Copag, fazendo com que Pokémon TCG esteja à altura das maiores competições do nosso país e sedie até mesmo campeonatos latino-americanos, como aconteceu em São Paulo recentemente.

Pensando em tudo isso, decidimos criar uma lista com as 15 melhores coleções já lançadas desde 1998 até os dias atuais. Nossos critérios são três: importância no cenário competitivo, inovação nas regras, e cards mais legais. Venha conosco passear pelo universo mágico de Pokémon Trading Card Game!

15. Gym Challenge

Uma simples carta, Erika’s Jigglypuff, foi o suficiente para fazer com que a sétima coleção lançada marcasse presença nesta lista. Mesmo sendo comum, ela garantiu muitas vitórias na época das Ligas Pokémon ao redor do mundo por causa de sua velocidade: 40 de dano no primeiro turno com uma simples energia incolor dupla.

Muitos foram derrotados sem nem ter chance de colocar alguma carta no banco, pois na época, a maioria dos Pokémon básicos possuíam pouca vida, assim podendo ser nocauteados rapidamente. As outras cartas da expansão não eram nada especiais, mas o Jigglypuff da Erika fazia tudo valer a pena.

pokemon-tcg-gymchallenge

14. Diamond & Pearl: Legends Awakened

Mesmo não sendo uma coleção que trouxe muitos Pokémon atacantes no cenário competitivo, Legends Awakened conseguiu criar toda uma estrutura de suporte para as mais variadas estratégias. Por causa disso, a maioria dos baralhos da temporada usavam várias das mesmas cartas como Uxie, Spiritomb, Gliscor e Kingdra. Os LV. X também foram importantes como Mewtwo e Magnezone.

pokemon-tcg-diamondpearl

13. EX Team Rocket Returns

A primeira vez que vimos a Equipe Rocket em uma coleção foi logo nas primeiras, porém nada muito impactante saiu dali. Já em sua segunda visita, eles garantiram que um barulho seria ouvido nos campeonatos. Cartas como Dark Dragonite podiam mover energias noturnas entre os Pokémon, e o Dark Electrode permitia buscar energias de metal noturnas faziam combos automáticos de muito sucesso na época.

Além disso, a velocidade de Dark Steelix e a agressividade de Dark Tyranitar garantiam baralhos fortes para todo o tipo de gosto. As cartas de treinador eram focadas na estratégia de montar rapidamente o jogo para os Rocket, deixando muitos torneios pintados na cor preta.

pokemon-tcg-rocket

12. EX Ruby & Sapphire

A primeira coleção lançada depois que a Nintendo assumiu o jogo e o tirou das mãos da Wizards of the Coast foi com certeza um estouro. Além de novas mecânicas para campeonatos, maiores premiações e maior reconhecimento, esta expansão trouxe novas cartas que fizeram baralhos por mais de uma temporada.

De cara veio Blaziken criando novas estratégias para os fãs dos Pokémon do tipo fogo, enquanto Hariyama ajudava a nocautear os EX, Swampert acelerava os baralhos do tipo água e Sceptile fazia a festa com combos do tipo planta. Pokémon EX como Mewtwo e Sneasel até chegaram a aparecer nos torneios, mas não fizeram a bagunça esperada. Com certeza, o jogo mudou muito a partir daqui.

pokemon-tcg-exruby

11. BW: Dragons Exalted

Uma boa coleção normalmente traz muitas cartas de treinador para o cenário, porém isso nem sempre ocorre. Dragons Exalted foi a sexta parte da expansão Black & White. Ela introduziu o tipo dragão no jogo com um símbolo próprio e tudo o mais. Pokémon EX como Mew, Ho-oh, Terrakion e Rayquaza fizeram muito sucesso e são grandes destaques da coleção. Porém, nenhum novo treinador foi relevante e foram as criaturas que ajudaram muitos jogadores a se sagrarem campeões.

pokemon-tcg-dragons

10. XY: BREAKpoint

Após a adição das cartas “Break” na coleção BREAKpoint, os jogadores ainda se perguntavam o que havia de realmente interessante nessa nova mecânica. Foi então que chegou o Greninja Break para mostrar que baralhos seriam construídos em cima dele. Uma estratégia onde, ao descartar energias da mão, danos seriam distribuídos entre os monstrinhos do oponente, trouxe novas ideias e segurou o sapo ninja por muitas temporadas como um vencedor. Além disso, cartas de treinador como Fighting Fury Belt, Max Elixir, e Pokémon Catcher ajudaram os baralhos de muitos jogadores.

pokemon-tcg-breakpoint

9. EX Team Aqua VS Team Magma

Lançada em 2004, esta coleção foi toda voltada às equipes de vilões dos games Ruby & Sapphire. Alguns baralhos fortes saíram dessa leva, em especial com o foco de cada grupo. Os fãs dos aquáticos ganharam cartas de treinador como Team Aqua Hideout e Team Aqua Conspirator, além da Aqua Energy que servia como uma energia dupla de água e noturna.

O Team Magma recebeu forças similares, mas foram Pokémon como Claydol e Groudon que ofereceram muitas ameaças aos adversário na época. O grande destaque nos campeonatos eram os decks temáticos, algo pouco visto nesses muitos anos de TCG.

pokemon-tcg-aquamagma

08. BW: Boundaried Crossed

Nesta expansão, a sensação de deja vu veio com tudo em forma de um Blastoise e sua habilidade “Deluge”, que permitia adicionar energias de água a vontade em seus Pokémon. Além disso, foi aqui que Keldeo-EX chegou para fazer a festa por muitas temporadas com sua espada sagrada. Porém, não foram apenas as estratégias aquáticas que deram as caras. Landorus-EX marcou presença em baralhos empolgantes e rápidos, enquanto que cartas de treinador como Skyla e Computer Search se fixaram em basicamente todas as ideias dos jogadores.

pokemon-tcg-boundaries

07. Platinum: Rising Rivals

Quando a ideia de cartas com líderes de ginásio retornaram, a preocupação geral era de algo similar ao que aconteceu na coleção Gym Challenge e seu Erika’s Jigglypuff e Gym Heroes. Felizmente, o que vimos em Rising Rivals foi totalmente diferente.

Com a adição de Luxray GL EX, que dominou o cenário naquela temporada ao lado de Garchomp GL EX – que era de outra coleção -, a procura por pacotes dessa coleção subiu incrivelmente, fazendo com que fosse quase impossível adquirir em muitos lugares. Estratégias mais curiosas como Flygon GL EX eram consideradas malucas, mas acabavam dando certo. Muitos jogadores por aí ainda guardam o baralho “LuxChomp” nos corações.

pokemon-tcg-rivals

06. Base Set

Não há como falar de Pokémon TCG sem lembrar com carinho da coleção básica lançada em 1999.  Tantas cartas que criaram estratégias como “Garota”, que fazia ambos os jogadores embaralharem todas as cartas de treinador da mão de volta ao baralho, “Remoção de energia” e “Mais Poder” conseguiam desestabilizar qualquer passo seguinte do oponente, enquanto “Busca Computadorizada” dava a oportunidade de buscar por qualquer carta no baralho e colocar em sua mão.

Tudo isso já mostrava que o jogo seria ágil, com muitas compras e descartes sem pestanejar. Os Pokémon também ofereciam muita competência. O baralho conhecido como “Haymaker” surgiu aqui dando velocidade com Electabuzz e Hitmonchan, enquanto o Blastoise ajudou muitos fãs de água com sua estratégia de “Dança da Chuva” – um movimento que chegou no Pokémon TCG antes mesmo da franquia principal no Game Boy.

pokemon-tcg-base

Até mesmo o Charizard tinha seu valor e até hoje é considerado uma das cartas mais caras de todo o jogo. Quem aí ainda lembra do Mewtwo que vinha com o VHS de Pokémon – O Filme?

05. S&M: Crimson Invasion

Considerado a melhor coleção da versão Sun & Moon, Crimson Invasion trouxe um dos principais atacantes da atual temporada de Pokémon TCG: Buzzwole GX. Esta Ultra Beast consegue bater tanto no ativo quanto em qualquer criatura no banco do adversário. Juntando à Choice Band que aumenta o dano e pronto! Você tem uma máquina de moer Pokémon nas mãos.

Além disso, há tanta variedade usando esse cara como protagonista que é de enlouquecer. Garbodor, Lycanroc e Carbink são apenas alguns exemplos, mas, de qualquer forma, todos acabam da mesma maneira: com o Buzzwole derrubando muitos oponentes e dando prêmios a seu dono.

pokemon-tcg-crimson

04. HGSS: Triumphant

Como já foi dito neste post, boas coleções criam baralhos que são campeões por mais de uma temporada. Em 2010 chegaram às lojas cartas que mudaram totalmente o cenário competitivo, em especial duas: Yanmega Prime e Magnezone Prime. Posso já mencionar cartas de treinador fortes como Black Belt, Junk Arm, Seeker e Twins, mas a verdade é que foram esses dois monstros que juntos deram muitos títulos nos campeonatos a seus donos.

Yanmega conseguia atacar sem precisar de nenhuma energia caso o jogador tivesse a mesma quantidade de cartas que seu adversário, algo fácil de realizar graças ao Magnezone que permitia comprar até ter seis cartas na mão. Esse combo era simplesmente formidável. Que coleção!

pokemon-tcg-triumphant

03. XY: Furious Fists

Seismitoad EX, o sapão destruidor de sonhos, era um cara que travava todo o jogo do adversário e ainda dava risadas. Essa carta apareceu nos baralhos de muitos jogadores que gostavam de ganhar vendo o oponente sofrer. Seu valor nas trocas era absurdo e muitos comemoraram quando ele caiu na rotação anual. Porém, nesse meio tempo, ele mandou no cenário competitivo de Pokémon TCG.

Suas várias combinações com criaturas de outras coleções o ajudavam ainda mais a ser único, pois conseguia marcar presença em diferentes estratégias. Mas não foi só com o Seismitoad que esta expansão se tornou importante. Cartas como Lucario EX e sua versão Mega deram muita força aos fãs de lutadores. Treinadoras como Korrima, Fighting Stadium e Focus Sash foram muito fortes, assim como a energia Strong Energy, que ajudava ainda mais os baralhos lutadores. Uma coleção que será lembrada por muitos anos.

pokemon-tcg-furious

02. BW: Dark Explorers

Dark Explorers trouxe uma das cartas que mais perdurou nos campeonatos de Pokémon TCG. O grandioso noturno chamado Darkrai EX chegou e nos deu a sensação que jamais iria embora. O cara foi tão importante que até fez combos com o já citado Seismitoad EX e várias outras cartas. Mas não era só essa criatura das trevas que garantia o jogo.

Treinadoras como Dark Patch, Dark Claw, Enhanced Hammer e N ajudavam fortemente a estratégia de montar o campo rapidamente para descer o dando com o Darkrai. Ele foi tão forte que até conseguiu fazer as pessoas quase ignorarem a força de Tornadus EX, que trazia uma alternativa ao baralho noturno.

pokemon-tcg-darkrai

01. Neo Genesis

A grande maioria das coleções desta lista têm algo em comum: trouxeram baralhos poderosos para o cenário competitivo. Porém, foi em Neo Genesis que vimos como uma coleção sozinha poderia oferecer tantas cartas fortes. Algumas até foram banidas de campeonatos, com baralhos absurdos e combos jamais antes vistos. Ela simplesmente revolucionou como víamos Pokémon TCG no final dos anos 2000.

Vamos começar com as cartas de treinador: Gold Berry oferecia uma cura de 40 de dano gratuita – lembrando que na época não havia tanto HP nas criaturas como hoje em dia -, Focus Band dava a chance de não perder um Pokémon por causa de um ataque adversário, Professor Elm permitia rodar a mão com uma pequena penalidade e a Super Rod é usada até os dias atuais. As energias também eram de babar: foram introduzidas as energias noturnas que acrescentavam dano aos Pokémon do mesmo tipo, e as metálicas que protegiam 20 de dano das criaturas de aço.

Porém, a mais empolgante era a Recycle Energy, que podia ser usada em um combo com a “Super Energy Removal” para descartar energias do adversário sem sofrer perdendo a sua própria. E ainda temos os Pokémon. Vamos começar falando do Feraligatr, que tinha a mesma habilidade do Blastoise da Base Set, ou seja, podia distribuir energias de água a vontade.

pokemont-tcg-neogenesis

Os Pokémon Baby foram introduzidos para dar muita dor de cabeça aos oponentes, em especial a Cleffa, que ajudava a rodar a mão com seu ataque. O grande destaque de toda a coleção foi a combinação de dois Pokémon: Sneasel e Slowking. O primeiro era do tipo noturno que conseguia dizimar praticamente qualquer criatura adversária com um único ataque, que dependia apenas de estar com seu banco cheio.

O segundo impedia o oponente de usar cartas de treinador com seu Poké-power. Resumindo: eu te ataco quando eu quiser e você ficará travado durante toda a partida. Isso trouxe o primeiro banimento oficial no campeonato brasileiro e ambos monstrinhos foram proibidos de serem usados.

Se alguém ainda não entendia o tamanho de Pokémon TCG, foi com Neo Genesis que tudo ficou claro. Os preços da dupla citada acima eram enormes e todos queriam tê-los, inclusive este que vos escreve. Foi, com certeza, uma época estrondosa!

Leia também no Hobbismo:

Esqueci de alguma coleção incrível do Pokémon TCG?

Escrever sobre as melhores coleções de Pokémon TCG não foi uma tarefa fácil. Tive que me lembrar de toda a minha trajetória no jogo. Sendo assim, é fácil deixar passar alguma, por mais que seja óbvia. Se você acha que esqueci algo, deixe nos comentários. Além disso, sinta-se a vontade para falar sobre as cartas que te marcaram. Vamos participar!

http://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2018/05/TCGO.jpghttp://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2018/05/TCGO-150x150.jpgRicardo SyoziBoardgameBoardgame,Coleções,melhores coleções de Pokémon TCG,Pokémon TCGPokémon TCG foi lançado no ocidente em dezembro de 1998 pela Wizards of the Coast (dona da série de sucesso Magic: The Gathering). Isso ajudou a alimentar ainda mais a crescente febre de Pikachu e cia. que dominava o mundo e que assim o faria até os dias atuais. O...Tudo sobre seus hobbies em um só lugar!