O feriado de Tiradentes trouxe uma programação movimentada para quem é fã de cultura pop e mora no Rio de Janeiro. Durante o final de semana prolongado, a Geek & Game Rio Festival 2017 ocorreu no Pavilhão 2 do RioCentro, no bairro da Barra da Tijuca. Quadrinhos, RPG, Boardgames e jogos eletrônicos, dificilmente algum dos hobbies deixou de ser representado na primeira edição do evento. Um dos principais destaques do evento foi o ambiente familiar, com muitas crianças aproveitando as atrações, cosplays e espaços dedicados à elas. Também marcamos presença e trazemos o relato completo sobre as atrações da GGRF 2017.

ggrf-2017-capa

GGRF 2017 – O espaço

Ocupando um dos pavilhões do RioCentro, a GGRF 2017 trouxe um espaço bem organizado de acordo com sua proposta, já que os ambientes poderiam se confundir dado a variedade de assuntos. Os principais ambientes do evento eram a arena de eSports – que trouxe campeonatos de CS: Global Offensive, League of Legends e Rainbow Six: Siege, a Hiker Station que promoveu debates e palestras entre nomes nacionais e internacionais sobre o mundo geek e o Little Heroes, que trouxe videogames, jogos de tabuleiro, RPG e oficinas de desenho e quadrinhos especialmente voltado aos pequenos.

Entre os três principais espaços da convenção, estandes de grandes e pequenas lojas se misturavam às áreas, oferecendo uma boa diversidade de produtos. Além das tradicionais camisetas, canecas e adesivos, diversas lojas de action figures e quadrinhos marcaram presença. Sentimos falta apenas de mais lojas com games, já que apenas o estande das Lojas Americanas ofereciam produtos relacionados à área. Por outro lado, vale salientar que os preços praticados eram menores que o normal, algo que não tem sido comum em eventos da área. O espaço dedicado aos boardgames e RPG era amplo e contava com grande quantidade de mesas, sendo aproveitadas pelos estandes especializados para mostrarem seus principais lançamentos.

Estandes de produtoras de games como Bandai Namco – que trouxe uma versão jogável de seu Tekken 7 para os fãs dos jogos de luta – marcaram presença no evento junto a Microsoft e Ubisoft, que tiveram presenças mais tímidas e sem muito alarde. Fliperamas com clássicos como The King of Fighters fizeram a alegria dos gamers, especialmente esse cosplay do Mustafa, que não hesitou em jogar umas partidinhas de Cadillacs & Dinosaurs. Ou seja, o evento acertou ao englobar todo tipo de jogador, dos mais nostálgicos aos fãs de eSports.

ggrf-2017-tekken7

Falando em eSports, vale mencionar que a Gamer Stadium foi muito bem estruturada. Com três arquibancadas de frente para o telão, era possível acompanhar as competições sem maiores problemas, independente do local onde estivesse sentado. Já quem não conseguiu um lugar também pôde assistir através da tela, embora não ficasse tão perto das vibrações e gritos das torcidas. Prevendo a grande comoção que os campeonatos trariam, o espaço usado pela Gamer Stadium ficou na direção oposta das palestras no Hiker Stadium e a uma distância considerável da Little Heroes, evitando que as atividades fossem interrompidas pelo barulho.

GGRF 2017 – Debates e palestras

Contando com paineis que trouxeram autores como Christie Golden , David Lloyd e Tim Schafer – que criou clássicos como Full Throttle e Brutal Legend -, uma gama de variados assuntos foram debatidos na Hiker Stadium. Quadrinhos, literatura, games e produção de conteúdo geek foram amplamente abordados, trazendo assuntos como o uso dos quadrinhos como ferramenta de protesto com David Lloyd, a quadrinista Beliza Buzzolo (Na Ponta da Língua) e Luciano Cunha (O Doutrinador), o universo expandido de Warcraft com a autora Christie Golden e como empreender no mercado geek, entre muitos outros.

ggrf-2017-painel

Apesar dos eventuais atrasos, as palestras foram bastante informativas, assim como o teor das conversas, bastante diferentes entre si. Porém, notamos que as palestras com convidados internacionais se tornou de difícil compreensão para quem não domina o inglês. Apesar de conduzidas em português, as falas destes convidados eram traduzidas no telão simultaneamente de maneira errônea, muitas vezes contendo erros crassos que tiravam os sentidos das falas.

GGRF 2017 – Pouca exploração, muito conteúdo

Apenas 2 horas foram suficientes para rodar todo o evento e aproveitar de maneira rasa a maioria das atrações disponíveis. Porém, o evento foi excelente para quem pretendeu ir com foco em algum aspecto, como as competições, prendendo os fãs até o final, mas de maneira positiva. Fãs de eSports tiveram um dia inteiro de competições para torcer por seu time favorito, assim como àqueles que foram com a intenção de acompanhar as palestras ou tietar algum dos convidados do evento.

Quem foi para acompanhar a cena dos quadrinhos nacionais teve um prato cheio, já que um dos espaços era totalmente dedicado aos artistas independentes, com direito a possibilidade de comprar um sketch do V feito pelo próprio David Lloyd. O mesmo para fãs de boardgames e RPGs, que tiveram espaço para jogar e trocar ideia com os presentes. As 2 horas podiam facilmente se transformar em dez.

ggrf-2017-littleheroes

GGRF 2017 – Saldo final

A Geek & Game Rio Festival 2017 foi um dos eventos mais agradáveis de se participar. Corredores e espaços amplos permitiram aos presentes transitarem sem maiores problemas, sem o empurra-empurra característico de convenções desse porte. O difícil acesso não impediu o público de participar, embora o fluxo de pessoas aproveitando as atrações tenha aumentado consideravelmente no horário da tarde em relação às primeiras três ou quatro horas de evento. Tirando o trabalho errôneo nas traduções na fala dos convidados internacionais, a GGRF 2017 conseguiu prover um ambiente amigável e seguro para seus participantes, especialmente aos pequenos geeks e seus pais, algo também incomum em eventos do porte.

E vocês? Participaram do evento? Qual sua opinião acerca da organização, espaço e atrações do evento? Não deixe de dar sua opinião logo abaixo ou em nossa fanpage do Facebook!

Leia também:

http://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2017/04/ggrf-2017-capa.jpghttp://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2017/04/ggrf-2017-capa-150x150.jpgFilipe SallesAction FigureBoardgameComicDiversosGamesRPGSliderAction Figure,Boardgame,Comic,Diversos,Games,GGRF 2017,RPGO feriado de Tiradentes trouxe uma programação movimentada para quem é fã de cultura pop e mora no Rio de Janeiro. Durante o final de semana prolongado, a Geek & Game Rio Festival 2017 ocorreu no Pavilhão 2 do RioCentro, no bairro da Barra da Tijuca. Quadrinhos, RPG, Boardgames...Tudo sobre seus hobbies em um só lugar!