Depois de explicarmos os fundamentos do financiamento coletivo e seus elementos básicos, sabemos que a tentação de sair contribuindo é muito forte. Com algunscuidados, no entanto, é possível investir seu dinheiro de maneira eficiente, apoiando quaisquer projetos sem comprometer o seu bolso. Confira abaixo 4 dicas essenciais para se entrar em um financiamento coletivo sem comprometer as suas finanças!

1. Não dar lance em tudo que achar legal

financiamento-coletivo-dicas

Existem muitos projetos legais e que pode vir a querer ajudar, mas serão tantos que possivelmente seu bolso não conseguirá acompanhar. Além disso, é incrível como algumas campanhas podem parecer interessantes, mas por trás serem uma série de absurdos. Um exemplo foi o projeto IGNIS. A promessa era a de criar uma matriz de energia infinita com a seguinte frase “Você já sonhou com uma fonte de energia abundante, em harmonia com a natureza?”. Então, esse projeto tem cada uma de suas afirmações questionadas por centenas de pessoas que afirmam que esse projeto não tem como realizar o que promete. Isso nos leva a próxima dica…

2. Leia os comentários

financiamento-coletivo-comentarios

Por mais óbvio que essa atitude simples possa parecer, ter esse costume poderia tirar algumas dezenas da furada de projetos que podem se mostrar muito legais e convincentes. Nos comentários você consegue fazer perguntas para as pessoas e já notar o clima do financiamento. O projeto MYTHIC:The Story Of Gods And Men é um exemplo de projeto “problemático” onde foi prometido um jogo de RPG realizado por uma equipe formada por integrantes que trabalharam em jogos como Diablo, World of Warcraft e StarCraft por  80 mil dólares. Eles já haviam arrecadado cinco mil dólares antes de serem desmascarados e cancelados pela plataforma.

3. Entenda quando será cobrado

financiamento-coletivo-valores

Esse é um erro comum principalmente para quem se aventura em financiamentos no exterior. Em plataformas brasileiras, você é cobrado no exato momento que realiza o apoio ao financiamento – com exceção do boleto, deduzido apenas quando efetuar o pagamento. Na maioria das ferramentas internacionais, o valor só é debitado no final do projeto e apenas se atingir a meta inicial do projeto.

Então fique atento às datas de finalização do projeto nas plataformas estrangeiras – como o próprio Kickstarter – para não ter nenhum problema financeiro por descuido. Outros valores também podem ser cobrados alem do valor da contribuição escolhida por você como taxas da receita federal para compra de produtos vindos de fora do pais, fretes cobrados apenas no momento do envio ou tarifação fiscal na chegada do produto apoiado.

4. Busque sempre um contato antes de dar o lance

financiamento-coletivo-investigar

Se for sua primeira vez entrando em um financiamento de determinada pessoa, grupo ou empresa, é aconselhado realizar um apoio de pouco valor. A partir desse valor, se comunicar com o autor do projeto e conferir se ele dá atenção e notícias do projeto em uma frequência aceitável. Depois dessa interação direta, é possível avaliar se o projeto é viável e, caso tenha avaliado dessa maneira, é possível aumentar o valor de investimento posteriormente.

Como foram suas experiências com financiamento coletivo?

Além das dicas anteriores, lembre-se sempre de realizar buscas em projetos anteriores e sobre o responsável pelo financiamento em algum mecanismo de busca. Com essas dicas simples é possível evitar a maioria das dores de cabeças relacionadas a projetos de financiamento coletivo, obtendo somente o melhor da experiência. Ajudar em um projeto que deseja tornar realidade coisas úteis para você e outras pessoas é uma atitude recompensadora, mas é necessário tomar as devidas precauções. Já passou por algum problema ao auxiliar um projeto destes? Comente sobre sua experiência conosco!

Não deixe de ler:

http://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2016/01/pension_money_trap-1024x674.jpghttp://hobbismo.com.br/wp-content/uploads/2016/01/pension_money_trap-150x150.jpgJhonnatan CebidanesDiversoscoletivo,crowdfunding,financiamento,financiamento-coletivoDepois de explicarmos os fundamentos do financiamento coletivo e seus elementos básicos, sabemos que a tentação de sair contribuindo é muito forte. Com algunscuidados, no entanto, é possível investir seu dinheiro de maneira eficiente, apoiando quaisquer projetos sem comprometer o seu bolso. Confira abaixo 4 dicas essenciais para se entrar...Uma fonte, muito conteúdo